segunda-feira, 11 de março de 2013

Tijolo ecológico: solução ou problema


Tijolo Ecológico: USAR ou PASSAR LONGE DELE.

Há um grande problema: os pedreiros NÃO conhecem direito como utilizar esses tijolos e a quantidade de problemas durante e após a construção faz com que o entulho gerado seja tão grande quanto com o tijolo comum.

Deveria ser o inverso. Gastamos uma fortuna com caçambas.

Outro problema: o rejunte e o silicone.

Nós optamos por passar o rejunte somente no lado externo e depois o silicone. Resultado: a cor do rejunte mudou a cor dos tijolos.

A casa ficou externamente mais escura. Internamente passamos somente silicone.

Para esse tijolo há necessidade de ter-se total desenho da casa, pontos de força, telefone, TV, água, etc. antes de iniciar a construção. Mudanças posteriores ficam dificil.
Pior se o pedreiro é vesgo e a parede sair torta (algumas das nossas sairam um pouco fora do prumo). A correção é ou a derrubada da parede ou "rebocar" a parede. E ai, perde-se a beleza. Depois conto mais.

17 comentários:

  1. Boa noite
    Vi seus comentários e estou em busca de comentário sinceros de quem utilizou estes tijolos ecologicos.

    Houve dificuldades de encontrar Mao de Obra? O custo da M.O é maior ou igual?

    Gera muito residuo ou disperdicio?

    Onde comprou os tijolos? A empresa tem certificado do INMETRO de seu processo de produção?

    Você construiria outra casa com este material?

    Desculpe tantas perguntas, mas realmente achei interessante esse material, principalmente para quem está com a grana curta.

    Obrigado
    Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo: boa noite. Seguem os comentários do meu marido.
      -Quanto a mão de obra: nós contratamos uma arquiteta que coordenou toda a construção da casa e fez o projeto dela. Ela, por sua vez, contratou um engenheiro civil que tinha uma equipe. Infelizmente nem o engenheiro nem o mestre de obras e nem os pedreiros já havia trabalhado com esse tipo de tijolo. O custo seria muito menor se tivesse havido um planejamento maior por parte de todos. Muitas vezes compravamos material com urgência e ele ficava parado na obra. Aconteceu com as portas e ferragens. Resumindo, o problema é elaborar uma rede PERT séria e ficar acompanhando a obra e os pedreiros. Quanto ao custo deveria sair menor pois, apesar dos tijolos sairem mais caros, o maretial utilizado, cimento, areia, madeira, deveria ser mínimo.
      Como a gerência da mão de obra foi mal feita os custos forma maiores e o "lixo" gerado foi muito maior. Caçambas e mais caçambas de tijolos quebrados.
      Teoricamente deveria ter sido MUITO MAIS BARATO. O planejamento é vital. Tudo deve ser muito bem planejado para não ter que ficar remendando depois. Por exemplo: nós haviamos pedido que todos os interruptores e tomadas ficassem a 0,90m do chão, facilitando a passagem dos cabos. Os pedreiros seguiram a regra de tomadas no rodapé e interruptores a 1,20m. Resultado: o andar inferior ficou com toamdas no rodapé. O andar superior com tomadas e interruptores a 0,90m do chão.
      Como o planejamento não foi bom, muito retrabalho teve que ser feito. Com isso muitos tijolos tiveram que Ter cortados um "espelho" (uma face) para aplicação sobre o tijolo que havia sido refeito. Um remendo que ficou bom mas gerou mais custo e lixo.
      Quanto ao local de compra: nós não sabemos. Precisamos rever a documentação. Foi a arquiteta quem comprou.
      Um problema que estamos tendo agora é de "barulho" da tubulação de água, que havia sido alertada pela arquiteta. Como os canos de esgoto passam "no meio" dos tijolos, e eles não são isolantes acusticos perfeitos pois não há massa grossa, massa fina, etc. para reduzir o barulho, quando usamos o banheiro do piso superior podesse ouvir um pouco do barulho da água escorrendo pela tubulação. Nada preocupante mas .... A solução que havia sido indicada era colocar uma manta revestindo os canos. Como não foi feita, o barulho está lá.
      Rejuntamos somente pelo lado de fora da casa e depois aplicamos silicone. O trabalho de rejunte foi muito mal feito e o silicone deu tomalidades diversas na casa. Internamente não rejuntamos e passamos somente silicone pois os tijolos soltam um pouco de pó. Muito pouco mas o suficiente para ser desagradável.
      Sim nós construiriamos novamente uma casa com esse tijolo, desde que nós fizéssemos o planejamento e acompanhamento da construção e não deixassemos nas mãos de outros.
      Lembrando: o custo da obra dependenrá somente de um planejamento MUITO BEM ELABORADO. Nada de depois de construido pensar em mudar a TV de lugar. Aliás, mesmo planejado, o engenheiro decidiu trocar o lugar da primeira caixa de distribuição de energia. Resultado: tem uma foto de uma parede em uma escadaque foi arrebentada ois ela não era a apropriada para colocar essa caixa. Deveriamos ter caixas elétricas de sobrepor e não de nicho.
      Se quiser mais informações, por favor mande para o site e teremos prazer em responder. Leia o blog todo para ver os problemas. Independente disso adoramos a nossa casa. É arejada, clara, bem desenhada e bonita.

      Excluir
  2. Marcelo: boa noite. Seguem os comentários do meu marido.
    -Quanto a mão de obra: nós contratamos uma arquiteta que coordenou toda a construção da casa e fez o projeto dela. Ela, por sua vez, contratou um engenheiro civil que tinha uma equipe. Infelizmente nem o engenheiro nem o mestre de obras e nem os pedreiros já havia trabalhado com esse tipo de tijolo. O custo seria muito menor se tivesse havido um planejamento maior por parte de todos. Muitas vezes compravamos material com urgência e ele ficava parado na obra. Aconteceu com as portas e ferragens. Resumindo, o problema é elaborar uma rede PERT séria e ficar acompanhando a obra e os pedreiros. Quanto ao custo deveria sair menor pois, apesar dos tijolos sairem mais caros, o maretial utilizado, cimento, areia, madeira, deveria ser mínimo.
    Como a gerência da mão de obra foi mal feita os custos forma maiores e o "lixo" gerado foi muito maior. Caçambas e mais caçambas de tijolos quebrados.
    Teoricamente deveria ter sido MUITO MAIS BARATO. O planejamento é vital. Tudo deve ser muito bem planejado para não ter que ficar remendando depois. Por exemplo: nós haviamos pedido que todos os interruptores e tomadas ficassem a 0,90m do chão, facilitando a passagem dos cabos. Os pedreiros seguiram a regra de tomadas no rodapé e interruptores a 1,20m. Resultado: o andar inferior ficou com toamdas no rodapé. O andar superior com tomadas e interruptores a 0,90m do chão.
    Como o planejamento não foi bom, muito retrabalho teve que ser feito. Com isso muitos tijolos tiveram que Ter cortados um "espelho" (uma face) para aplicação sobre o tijolo que havia sido refeito. Um remendo que ficou bom mas gerou mais custo e lixo.
    Quanto ao local de compra: nós não sabemos. Precisamos rever a documentação. Foi a arquiteta quem comprou.
    Um problema que estamos tendo agora é de "barulho" da tubulação de água, que havia sido alertada pela arquiteta. Como os canos de esgoto passam "no meio" dos tijolos, e eles não são isolantes acusticos perfeitos pois não há massa grossa, massa fina, etc. para reduzir o barulho, quando usamos o banheiro do piso superior podesse ouvir um pouco do barulho da água escorrendo pela tubulação. Nada preocupante mas .... A solução que havia sido indicada era colocar uma manta revestindo os canos. Como não foi feita, o barulho está lá.
    Rejuntamos somente pelo lado de fora da casa e depois aplicamos silicone. O trabalho de rejunte foi muito mal feito e o silicone deu tomalidades diversas na casa. Internamente não rejuntamos e passamos somente silicone pois os tijolos soltam um pouco de pó. Muito pouco mas o suficiente para ser desagradável.
    Sim nós construiriamos novamente uma casa com esse tijolo, desde que nós fizéssemos o planejamento e acompanhamento da construção e não deixassemos nas mãos de outros.
    Lembrando: o custo da obra dependenrá somente de um planejamento MUITO BEM ELABORADO. Nada de depois de construido pensar em mudar a TV de lugar. Aliás, mesmo planejado, o engenheiro decidiu trocar o lugar da primeira caixa de distribuição de energia. Resultado: tem uma foto de uma parede em uma escadaque foi arrebentada ois ela não era a apropriada para colocar essa caixa. Deveriamos ter caixas elétricas de sobrepor e não de nicho.
    Se quiser mais informações, por favor mande para o site e teremos prazer em responder. Leia o blog todo para ver os problemas. Independente disso adoramos a nossa casa. É arejada, clara, bem desenhada e bonita.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Linda,estou passando pelos mesmos problemas que vc passou com sua obra.O pior pra mim é que tive cuidado na contratação de uma construtora de tijolos ecológicos e mesmo assim estou tendo que lidar com paredes tortas,tijolos desalinhados,rejunte mal feito ,obra totalmente fora do prazo.Terei de emboçar várias paredes.Acredita que nos banheiros como serão azulejados eles deixaram lá as paredes mais tortas,segundo eles já que vai 'entrar' azulejo não tem problema.É lamentável perceber que muda -se os tijolos mas os 'pedreiros' continuam os mesmos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cátia: portei no seu blog meus comentários. Boa sorte com a sua empreitada. Linda

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Cátia: Existem profissionais bons e ruins a em todas as áreas.
      Mas se vc acha que todos os pedreiros são incapazes de executar da forma correta o seu trabalho, então contrate um mecânico ou açougueiro na proxima.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  4. Cátia: portei no seu blog meus comentários. Boa sorte com a sua empreitada. Linda

    ResponderExcluir
  5. Linda, estou construindo minha casa com tijolo ecológico também.
    Contratamos um pedreiro que já era acostumado a fazer casas de tijolinho, mas ele só fez besteira.
    Agora, na fase de acabamento estou muito assustada e magoada, pois o rejunte ficou péssimo, alguns tijolinhos quebraram as quinas e por ser um material que fica aparente, não sei mais o que fazer! As portas e janelas já estão no lugar e não daria mais para emboçar. Devido ao rejuntamento da parte de cima, a cor dos tijolos mudou e pintamos com tinta comum para disfarçar e eu não gostei do resultado!
    Eu ainda não pintei embaixo, mas já comprei uma lata de verniz com cor ao invés da resina.
    Entro lá e não consigo encontrar solução para os nossos problemas.
    Estou pensando em não rejuntar a parte externa, como você fez na parte e interna e passar só a resina. Não sei se isso me trará problemas futuros.
    Tem uma coluna no meio da minha casa que era pra ser um detalhe lindo, mas está com o rejunte feio demais e muitas quinas quebradas. Os defeitos ficaram visíveis demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana acho que não existem profissionais que trabalhem com esse tijolo ecológico. Aliás, de ecológico ele só tem a forma de fabricar: prensado e não cozido. Do resto, é não ecológico. Quanto aos cantos quebrados e outros defeitos: apesar de muitos dizerem que não há como consertar nós optamos por uma forma simples de conserto. O pedreiro pegou diversos tijolos e, com uma Makita, cortou a face do tijolo. Uma camada de 1 cm mais ou menos. Em seguida ele remove a face do tijolo que está já assentado e "cola" a nova face. Ai é possível consertar todos os tijolos quebrados. Mas.... é claro que tem um "mas". Um tijolo renderá somente duas faces e para cortar esse tijolo o disco de corte da Makita não dura muito.
      No fundo a solução para todos esses problemas é ACOMPANHAR DIA-A-DIA os pedreiros pois eles não sabem nada de construção com tijolo ecológico. Aliás engenheiros também não. Arquitetos menos ainda. Faltaram na aula de bom senso. Engenheiros e arquitetos: desculpem-me mas essa é uma verdade, exceto exceções, afinal Lucio Costa e Oscar estão ai para provar a regra.
      Boa sorte na sua nova casa.

      Excluir
  6. vale a pena fabricar tijolos ecologicos ?

    ResponderExcluir
  7. O grande problema do tijolo solo-cimento é esse, pessoas desqualificadas e incompetentes assumindo as obras. Álias, sinceramente, esse é o único defeito, porque do resto, tem prós e contras como a alvenaria convencional.

    Vocês estão certíssimos na afirmação: para construção em alvenaria estrutural, somente com um bom projeto e seguido a risca.

    Sobre as tomadas, é bem fácil ter novas tomadas em outros locais, se a construção foi bem feita. Mas claro que o ideal é ter tudo dentro do projeto e feito de acordo com ele desde o começo.

    Boa sorte na obra!

    ResponderExcluir
  8. boa tarde estou passando por um problema e preciso muito de orientação, construí uma casa com este tijolo ecológico de solo e cimento faz uns 5 meses, e de algumas semanas para cá as paredes estão enchendo de trincas, já verificamos o alicerce esta intacto e a laje também, fizemos tudo como manda a construção com este tijolo deixamos ele aparente passamos rezina no lado externo e pintamos por dentro mas agora cada dia parece uma nova fissura nas paredes,
    mandamos o tijolo para fazer um ensaio para ver se passa nas normas de fabricação, estou desesperada não sei oque fazer, preciso muito de uma orientação por quem já passou por isso....
    samiragugui@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde samira ...e provável que sua fundação teve uma pequena movimentação que não causa fissuras aparentes nos baldrames mas suficiente para causar nos tijolos.......meu primeiro contato com tijolo ecológico foi em 1994 em um feira de construção, foi amor a primeira vista, mas sinceramente depois de vinte anos trabalhando com diversos tipos de tijolos estou quase pedindo o divórcio kkkkkk

      Excluir
  9. Samira: nossa casa teve seu término de construção em março de 2013. Até hoje não detectamos nenhuma rachadura nas paredes. O que existe, e penso que sempre poderá existir, são pequenas rachaduras no acabamento. Em algumas de nossas paredes insternas o acabamento foi de gesso. Em poucos caso o gesso trincou muito pouco.

    ResponderExcluir
  10. Conheça o novo programa IDEIAS & NEGÓCIOS! A PARCERIA QUE VOCÊ PRECISA!

    http://www.sahara.com.br/ideias-e-negocios

    Com inúmeras entrevistas, vamos transmitir todo a informação e conhecimento que adquirimos ao longo de todos os anos, contamos com todos os nossos parceiros para falar um pouquinho de sua jornada para que possa ajudar a todos.

    Semanalmente teremos matérias e conteúdos relevantes para que você sempre tenha um suporte e alguém que pode sempre contar, temos o canal dúvidas e soluções, onde nossos seguidores poderão enviar suas dúvidas ou problemas relacionados ao mercado que tentaremos responder o mais rápido possível com um vídeo ou até mesmo uma matéria em nosso portal.

    Mande sua pergunta ou dúvida para nós, que será um prazer estar prestando suporte para você.

    E-mail: marketing@sahara.com.br

    ResponderExcluir